Unifan-1230×130

Foto: Rosiron Rodrigues / Goiás E.C.

Foto: Rosiron Rodrigues / Goiás E.C.

Hoje disputaremos a última partida do ano.  Um ano, indiscutivelmente, de sorte. Sorte? Como assim? Caros amigos, fizemos de tudo para sermos reduzidos a série C e o acaso nos presenteou com a permanência na série B. Agradeçam!!! Até o momento tivemos o vergonhoso aproveitamento abaixo de 40%, campanha digna e merecedora de rebaixamento. Mas passada a agua pela ponte, quero compartilhar o meu entendimento da maneira como chegamos nesse ponto e ainda levantar alguns pontos que podem trazer mudanças no ano que vem, tendo como espelho o campeão brasileiro de 2017, Corinthians.

Houve, nada menos que sete trocas de comando técnico no Goiás, incluindo as idas e vindas de Sílvio Criciúma. Todas essas mudanças geram dificuldade de assimilação tática por parte dos jogadores, pois todo treinador tem sua maneira de trabalhar. É preciso que seja assegurado um bom técnico para o trabalho de todo o ano que vem. Apoio a manutenção de Hélio dos Anjos, como defendeu nosso colunista Diego Stephany apesar de preferir um investimento em um treinador com histórico vencedor e experiente em divisão de acesso, como o hoje disponível, Guto Ferreira. A manutenção de Fábio Carille e de todo seu Staff foi fundamental para as conquistas do Corinthians esse ano. Mesmo com um elenco limitado o treinador desenvolveu a filosofia de trabalho fazendo o clube ser pragmático e eficaz.

Outro ponto determinante é a comissão técnica. É preciso desmistificar a ideia que todo sucesso tático de um time se dá pela figura do técnico. O futebol contemporâneo tem pouco espaço para intuição, é necessário que haja estudo e preparação para que o desempenho possa ser maximizado. Precisamos de um preparador físico que nos entregue um bom desempenho dos jogadores durante todo o jogo. Carille foi auxiliar técnico de Tite, e isso é exemplo de como uma comissão técnica influencia em um período vencedor de um clube no Brasil.

Sem dúvidas, todo bom trabalho começa nos bastidores. Precisamos de uma diretoria que seja sólida, eficiente e respeitada. Primeiramente, não interferindo no trabalho da comissão técnica. Volta a citar o exemplo de Carille, que na reta final do campeonato colocou o medalhão Jadson no banco, e foi respeitado pela decisão. Segundo, precisamos romper com o perfil de contratações dos últimos 3 anos. Precisamos de jogadores realmente comprometidos, com qualidade técnica inquestionável por onde tenha passado, e não continuar contratando às pressas, equivocadamente. Todas as contratações devem ser analisadas em acordo entre diretoria e comissão técnica, e atendendo todos os pontos analisados. Para o acesso, precisamos de jogadores prontos, e não jogadores com potencial se forem bem trabalhados.

Eis o caminho inicial, na minha opinião, para abandonarmos o período da ridicularização. Gerir com a responsabilidade de estar à frente de um grande clube, respeitando a história do nosso time, tendo a visão de que o futuro depende muito de acreditar, desejar e tralhara para não sermos apenas “O Goiás, que tem uma estrutura invejável”, e sim o Goiás, um clube vencedor.

 

PS: Para mim, houve dois pontos positivos neste ano:

  • A troca de gestão no setor de marketing, que mudou totalmente a marca do clube em tão pouco tempo.
  • A torcida, que mesmo com tamanha dificuldade, tão calejada, compareceu e apoiou o time em momentos críticos.

Um grande abraço e um feliz ano novo pra nós esmeraldinos.

lucas
lucas
Autônomo , pai e esposo apaixonado pelo Goiás.

13 Comentários

  1. CESAR PETRI disse:

    SORTE SIM AMIGO CONCORDO, POIS FIZERAM TUDO QUE PODIAM FAZER DE ERRADO, E PARECE QUE NÃO APRENDERAM A LIÇÃO, PLANEJAMENTO, MODERNIDADE, OUSADIA, INTELIGÊNCIA PARECE QUE VÃO PASSAR LONGE DA SERRINHA NO ANO QUE SE APROXIMA, ESPERO QUE EU ESTEJA ERRADO, QUEREMOS E PENSAMOS POSITIVO, MÁS OS CARAS LÁ PARECEM QUE GOSTAM MESMO DE REMAR CONTRA A MARÉ.

    TUDO DE BOM PRA TODOS OS MEUS BROTHERS VERDES, E PRA NOSSO AMADO VERDÃO.

  2. Tem de deixar o Rangel, , Jefferson, Eliezer, Leo Sena, Carlos Eduardo . Pro banco Michel , Alex Alves , Deivid Duarte, lateral Éverton, Thales, Resende. Contrata ums 7 jogadores pra chegar e jogar. Não enganar e atrapalhar.

  3. Torcedor Pilhado disse:

    Não acredito que o Goiás suba pra série A ano que vem. Os erros continuam os mesmos. Quando a cabeça não pensa o corpo padece. Quando o dirigente maior é burro, não tem como acreditar em dias melhores.

    • wiris disse:

      se o agressividade de contratações forem essas ai que estão pintando no Goias estamos fritos, vamos ter que contar com o acaso mais uma vez. não tem pra onde fugir ! temos que ter pelo menos um grande jogador na defesa meio e ataque, se não não conseguiremos exito ano que vem;

    • Danilo Santos disse:

      Discordo, acho que um mesmo jogador pode mudar e surpreender de um ano ruim, para um outro muito melhor. Temos que ter esperança. Afinal somos ou não torcedores!

  4. Luciano disse:

    Pra mim o Hélio é disparado o melhor técnico pra 2018 todo. Considerando que não dá pra gastar 500 mil reais por mês com um treinador top.
    O mais importante é o restante da comissão técnica. Deixar esses caras inteiros fisicamente.

    Marcos pra disputar posição com Rangel ou no mínimo ser um reserva que quer ser titular, é ótimo para o verdao.

    Brock na zaga a esquerda formará uma boa dupla com Sanches. Alex (se renovar) e David tem que ser reservas. Fracos demais.
    Negocia com o tal de Bruno Aguiar ridiculo e malandro. Precisa cair fora esse cara e vir outro bom zagueiro do lado direito pra incomodar o Fábio.

    Lateral direito eu não traria nenhum.

    Lateral esquerdo precisa vir 1 pra ser titular.

    Volantes. Já tem 4. No mínimo 1 top pra ser titular é básico.

    Meia de ligação: tiago e Tales não conseguem ser titular. Agora o tal da aposta Tomaz é só pra encher o elenco Goiás. Contrata só 1. Mas que resolve.

    Atacante pelo lado direito. Carlos pode até ser mais ou menos. Mas ele tem que ser titular. Pra vender ele depois. Pra mim Michael joga mais pelo lado direito do que no esquerdo e tem mesmas características que carlos. Eu não contrataria pra esse setor.

    Mas atacante pelo lado esquerdo é fundamental vir 1 top fazedor de gols e 1 bom reserva.

    Atacante referência, viçosa na reserva e contratar 1 top titular é fundamental. De bergson pra melhor. bergson lembra o iarley pela movimentação e oportunismo. Jogou demais nos últimos meses. Mas não tem histórico de jogador top na carrreira.

    Goiás, pelo amor de Deus. Nao vem com mais de 10 jogadores não. Contrata 6 titulares inquestionáveis. Mais uns 2 bons reservas. Que a coisa vai

  5. Gilberto Barros Vieira disse:

    Pior é deixar o Rezende no banco e escalar o Bolt entregador. Esse jogador entregou uns 12 pontos no mínimo.

  6. Márcio Rosa disse:

    Bolt sempre comete dois errinhos nos jogos, entrega o ouro pro bandido ou é expulso. Essa praga passou da hora de sumir da serrinha, um merda desses, desmonta qualquer time. Todos sabem quem ja está dando as cartas na serrinha(Harlei paneleiro), na área de contratações e dispensas, espero que ele possa conversar com o Hélio os Anjos, pra acabar com esse amor cego pelo bolt e manda-lo pra bem longe. Hoje acabou a agonia da nossa grande nação esmeraldina. Que possamos sorrir em 2018 e voltar a série A.

  7. Pior que o Helio e apaixonado no Bold. Some do meu Goiás seu inútil.

  8. Padeiro Bolt entregou de propósito o gol pro Oeste. . Como falou o colega aí, num tem como vestir a camisa do Goiás, entregou vários gols assim é foi expulso várias vezes. Empresta ele pro de graça pro IBIS. .

  9. Torcedor Pilhado disse:

    Tô falando que esse Vitor Bolt é um filho da puta! Quando não é expulso entrega o jogo. Se fosse treinador nunca mais essa desgraça entreva no meu time nem entre os reservas. Torcedor não podemos deixar esse cara ficar para o ano que vem. #fora Vitor Bolt Traíra# #fora HP# Fora Helio#

    • Danilo Santos disse:

      Quem entregou muito mais jogos foi o Leo Sena… Esse gol não era tão importante para o Goiás, mas aquela entregada contra o VILA.. Foi terrível, ali o Bolt assinou seu desquite com a torcida do Verde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *