O Goianão não é referência, e isso preocupa

Unifan-1230×130

Nada melhor do que ver o time reserva do Goiás atuando na partida de hoje contra o lanterna Trindade. O fato inspirou o texto que aqui apresento a vocês, e além dele, a preocupante situação do Goiás neste início de 2016, preocupação inclusive passada despercebida por 90% dos torcedores esmeraldinos.

Tivemos uma quinta-feira negra para o futebol goiano. O Atlético foi eliminado em casa para o Ypiranga do Rio Grande do Sul na primeira fase da Copa do Brasil. O Vila Nova foi eliminado pelo Gama na Copa Verde. E o Goiás? Perdeu só para o River-PI fora de casa, precisando em casa, no próximo dia 20, vencer para se manter vivo na Copa do Brasil. E olha que é só o primeiro jogo da Copa Nacional!

Muitos devem estar pensando: "ah, é normal perder fora de casa!" Mas, não podemos esquecer de uma coisa: em 2014 fomos eliminados na Copa do Brasil pelo Botafogo da Paraíba, e em 2015 pelo Ituano. Na Sulamericana ano passado, fomos eliminados na primeira fase para o Brasília-DF, time que inclusive acabou levando Julinho Camargo para treinar seus amadores jogadores. Ah, e time que quer subir, precisa vencer fora de casa também.

Mais uma vez a maioria dos conhecedores do futebol goiano se iludiu com o estadual. Cotado como o possível campeonato de maior nível técnico, o Goianão 2016 decepcionou, e os duelos entre os times de maior nome não tiveram grandes diferenças. O Goiás venceu o Vila, e depois empatou. Depois, o esmeraldino empatou com o Atlético, e depois perdeu. O Vila, perdeu a primeira para o Atlético e depois venceu. Depois disso, os três maiores do estado perderam na quinta-feira para times que são, no máximo, da Série D. Cadê o nível da competição estadual goiana?

foto_nonato_goianesia

Foto: Diário de Goiás.

Lembrando: o artilheiro da competição joga num time que disputa para não cair, tem 100kg, 36 anos, e coloca qualquer outro centroavante do Goianão 2016 no bolso. Ele fez dois no Goiás no primeiro encontro entre o esmeraldino e o Goianésia. Não estou desmerecendo o Nonato, pelo contrário, o acho um excelente jogador. O que acredito, é que o Goiás poderia ter um jogador muito mais capacitado para ser artilheiro desta competição baixo nível. Inclusive, a imagem da postagem é justamente essa, mostrando a vocês quem é o rei do estadual mais "alto nível" dos últimos anos. Ele vai acabar levando o prêmio de melhor jogador da competição.

Outro fator preocupante: o Goiás tem o segundo pior início de estadual do milênio, perdendo apenas para o início do fatídico Goianão de 2011, em que o time esmeraldino foi eliminado ainda nas semifinais. "Ah, mas o Goiás é lider…" Sim, mas o Goiás sempre se sobressaiu diante dos fracos adversários aqui no nosso estado. Pela grandiosidade do clube, a superioridade absoluta é obrigação.

Com tanta fragilidade, e com muitos dizendo que o time AINDA está encorpando, AINDA está pegando liga, nada melhor do que ver os reservas em atuação contra o lanterna da competição – time este que briga para não cair – para entender o que de fato é o Goiás de 2016. O time de hoje titular é: Ivan, Everton, Wesley Matos, Alex Alves e Jefferson. William, Wendel, Wagner e Thales. Cassiano e Cléo.

Em resumo, Wagner e Cléo ainda tem chances de mostrar que podem ser titulares. Ivan, mesmo sem ritmo, tem que mostrar porque chegou ameaçando a vaga de Renan. Wesley Matos precisa apresentar o futebol que o consagrou como o melhor zagueiro da Série B do ano passado. William e Wendel precisam mostrar em campo a confiança de Enderson e Felipe Ximenes – e eu acho que o primeiro já provou que sabe jogar bola – e que podem ser titulares. Thales, Everton e Jefferson precisam honrar a base. Alex Alves também precisa mostrar porque não deve ser repassado para outro time e, finalmente, Cassiano, elogiado inclusive por mim, deve mostrar porque pode subsituir um jovem em ascenção de 19 anos pelo menos à altura.

E, além da prova dos jogadores acima citados, Enderson Moreira, e principalmente Felipe Ximenes, precisam provar para os esmeraldinos que souberam contratar e montar um time que, pelo menos, dê conta do Estadual. Vamos ver se os 7 (sete), eu disse SETE contratados por eles e titulares hoje, dão conta de jogar e vencer o lanterna da competição fora de casa.

Mas, independente de resultado, tenho plena confiança que Felipe Ximenes saberá trabalhar os R$ 30 milhões de orçamento liberado pela diretoria para este ano. Este dinheiro é mais do que suficiente para colocar o Goiás na Série A ano que vem, e fazer com que a atual economia aliada ao próximo recebimento de cotas televisivas faça o Goiás brigar verdadeiramente por algo grande em 2017.

Ah, duvidam que o time possa ser campeão de um nacional? Assistam ao Leicester City na Inglaterra, equipe que tem um orçamento baixíssimo, onde dois jogadores de um time da zona de rebaixamento do campeonato local compram todo o time titular dele, está a seis rodadas de se tornar o Campeão Inglês, com 10 pontos a frente do segundo colocado. Isso mesmo. O time superou Arsenal, Manchester City, Manchester United, Chelsea, Liverpool, Tottenham e outros.

Assitamos ao jogo. E convido a você, leitor, analisar os resultados após esta minha humilde análise do todo.

0 Comentários

  1. Liberato Junior disse:

    Nao,nao é normal ser derrotado pelo River do Piauì,é preciso rebater isso sempre,senao,pode ser que daqui 1 mes estaremos tranquilos e serenos se per
    dermos com o Londrina,Luverdense,ou coisa do genero.

  2. Liberato Junior disse:

    Nao,nao é normal ser derrotado pelo River do Piauì,é preciso rebater isso sempre,senao,pode ser que daqui 1 mes estaremos tranquilos e serenos se per
    dermos com o Londrina,Luverdense,ou coisa do genero.

  3. Valdeci Silvério dos Santos disse:

    Com este time vamos passar vergonha, série A vai ficar distante!

  4. Valdeci Silvério dos Santos disse:

    Com este time vamos passar vergonha, série A vai ficar distante!

  5. Marcos disse:

    quando vi a foto do nonotao pensei contrataram o gordo

  6. Marcos disse:

    quando vi a foto do nonotao pensei contrataram o gordo

  7. Fritz disse:

    Excelente abordagem Diego. O futebol goiano está no fundo do poço e totalmente dissociado da realidade.
    Falta transparência em todos os sentidos. A não ser que essa seja a realidade: priorizar o campeonato estadual.
    Se for, cabe ao torcedor decidir se vai acompanhar ou não o clube nessa difícil caminhada.

  8. Fritz disse:

    Excelente abordagem Diego. O futebol goiano está no fundo do poço e totalmente dissociado da realidade.
    Falta transparência em todos os sentidos. A não ser que essa seja a realidade: priorizar o campeonato estadual.
    Se for, cabe ao torcedor decidir se vai acompanhar ou não o clube nessa difícil caminhada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *