Arena Ovel
Unifan 1230×130
Kart 1230×130
018IMG_5607

Tema recorrente nas resenhas entres os torcedores esmeraldinos, assim como em diversos comentários em redes sociais, nas matérias relativas ao Goiás Esporte Clube que são divulgadas pela mídia especializada e no site do Esmeraldino.com, a falta de transmissão de alguns jogos do clube tem causa insatisfação e até revolta naqueles que gostariam de ver o Verdão em campo, sendo torcedor ou não da maior agremiação futebolística do Centro-Oeste.

Tal descaso tem ocorrido em plena era da informação digital e em um momento de grande evolução do Jornalismo nacional, inclusive da mídia alternativa, que vem ganhando espaço num mercado altamente restrito e monopolizado.

Apenas para relembrar ao torcedor, os direitos de transmissão da Copa do Brasil pertencem ao Grupo Globo, recentemente renovado até o ano de 2022, em acordo feito com Confederação Brasileira de Futebol, fazendo com que as transmissões ocorram para TV aberta apenas pela Globo, e em canais fechados, via SporTV, Premiere, além da internet pelo site globoesporte.com.

Esse site já discutiu o assunto, quando analisou uma atitude tomada durante um “ATLETIBA” (http://esmeraldino.com/site/por-mais-atletibas-pelo-brasil/), tendo manifestado “apoio ao Atlético Paranaense e Coritiba, depois de serem censurados covardemente pela Federação Paranaense de Futebol, pela transmissão da partida no YouTube e Facebook, sendo aquele um marco histórico perante a independência das instituições esportivas frente ao monopólio da televisão”.

Nesse caso, os clubes fariam a transmissão pela Internet (Facebook e Youtube), em tempo real, permitindo, assim, que muitos torcedores pudessem experimentar um novo modelo de exibição dos jogos. A audiência era interessante, embora a transmissão não tenha sido liberada pela Federação Paranaense de Futebol.

O jogo está sendo realizado neste exato momento, tendo o site do Globo Esporte feito o seguinte comentário: “A partida estava prevista para ser realizada no último domingo, mas um impasse entre os clubes e a Federação Paranaense de Futebol em relação à falta de credenciamento de profissionais que fariam a transmissão via internet impossibilitou a partida. O jogo foi adiado para esta quarta-feira (http://globoesporte.globo.com/pr/futebol/campeonato-paranaense/jogo/01-03-2017/atletico-pr-coritiba/)”.

A discussão é tão interessante, que até o meio político, embora tendo seus interesses particulares, passou a discutir publicamente a matéria, quando a senado Gleisi Hoffmann (PT/RS), por força desse mesmo “ATLETIBA”, fez pronunciamento no Senado (http://www12.senado.leg.br/noticias/materias/2017/02/20/gleisi-hoffmann-critica-monopolio-na-transmissao-de-jogos-de-futebol/). A parlamentar foi categórica ao afirmar que “— Ontem [domingo], o Paraná seria, mais uma vez, vanguarda, ao inaugurar no país a transmissão via internet de grandes jogos nacionais, mas a força do monopólio de comunicação prevaleceu. Espero que tenha sido apenas um breve adiamento e que logo, nós, torcedores do futebol paranaense, possamos nos orgulhar de mais esta conquista que, seguramente, trará mais autonomia para os nossos clubes”.

Ainda no ano passado, o CADE – Conselho Administrativo de Defesa Econômica (http://www.cade.gov.br/) instaurou processo administrativo para análise de questão relativa ao monopólio nas transmissões esportivas. (O CADE é uma autarquia federal, vinculada ao Ministério da Justiça, com sede e foro no Distrito Federal, que exerce, em todo o Território nacional, as atribuições dadas pela Lei nº 12.529/2011), que tem como missão zelar pela livre concorrência no mercado, sendo a entidade responsável, no âmbito do Poder Executivo, não só por investigar e decidir, em última instância, sobre a matéria concorrencial, como também fomentar e disseminar a cultura da livre concorrência. Os autos, de 0800.000721/2016-18, não estão disponíveis no site para consulta, conforme já veículado pela mída (https://tvefamosos.uol.com.br/noticias/ooops/2016/05/18/cade-abre-processo-para-investigar-monopolio-da-globo-no-futebol.htm). Informações não oficiais, contidas no site citado, dão conta de que a questão envolve a questão da livre concorrência.

Não é nosso papel tentar atingir nenhuma entidade ou organização, mas estamos diante de um episódio bastante desconfortável. Espero que haja um pronunciamento oficial do Goiás e da Rede Globo/TV Anhanguera, afirmando que os jogos do Verde não dão audiência, são poucos atrativos, ou que a transmissão foi vetada para dar lugar ao jogo que ocorre no mesmo dia e horário na Capital goiana. Ou seja, que é uma simples opção e estratégia comercial.

Se isso ocorrer, o torcedor poderá avaliar com cuidado essa questão e opinar sobre eventuais caminhos que podemos adotar para ajudar o Goiás e seu torcedor. Esse é um dilema que clube e torcida vivem. Um afastamento decorrente dos sucessivos fracassos em competições nacionais, da grande desconfiança existente em relação à administração política do clube, além da falta de conforto e segurança nos eventos esportivos, bem como nos horários inadequados, feitos para atender exclusivamente a grade televisiva.

Somos poucos, mas muitos de nós utiliza-se direta ou indiretamente os serviços da TV aberta e fechada justamente por causa do Goiás Esporte Clube. Por isso, exigimos mais respeito e atenção por parte de quem nos vende o serviço!

ETERNAMENTE SEREI GOIÁS!

Fritz Oliveira
Fritz Oliveira
Seu colega Fritz Roberto de Oliveira, 37 anos, advogado e servidor público, natural de Goiás-GO, torcedor esmeraldino desde 1989. Torcedor do time que leva nome da minha Cidade e de meu Estado. Frequentador assíduo do Serra Dourada desde 1997. Sensato, Fritz traz ideias polêmicas sobre o clube, mas de fácil entendimento e convencimento.

9 Comentários

  1. Rylber disse:

    Muito bom, Fritz! Parabens.

  2. Fritz Oliveira disse:

    Valeu meu nobre Rylber. Temos que mudar essa situação.

  3. Sábias palavras, porém o grande culpado somos nós mesmos, que em sua grande maioria só valoriza o de fora, e por anos somos obrigados a somente ver os jogos dos times do eixo, quando a OJC desde de 2010 não sintonizo minha TV nessa emissora, quem não se lembra da final da SulAmérica a?

    • Pois o Tales. Ou mudamos de comportamento, ou iremos desaparece do mapa. Absurdo a falta dessa transmissão. O pior é parte da mídia repercutir mais a eliminação de certo time, do que a classificação esmeraldina. Aprende Goiás.

  4. Luciano disse:

    Seria bom ter passado sim.
    Mas se não fosse pra passar, pq o jogo foi 21:45h?
    Deveria ter sido no máximo 20:30h.

    • Outra contradição, Luciano. Ninguém consegue explicar esse descaso da TV com o Goiás. A ideia, pelo jeito, era prejudicar nossa cobertura. Deu errado. Público do jogo em Goiânia foi baixo e o outro time da Capital está eliminado.

  5. Gilberto Barros Vieira disse:

    Essa rede globo é o câncer do Brasil! Também na minha casa essa porcaria não entra. Infelizmente sou obrigado assistir o Premier por não ter outra opção.

  6. Augusto Davi dos Santos disse:

    Pior ainda que não transmitiu no Premier

  7. O Goiás tem que deixar de depender desta zoiuda da globo dar mais valor no seu maior patrimônio a massa verde trazer seu torcedor mais pra perto e deixar de viver de esmola da globo e desta imprensa goiania que trabalha contra o Goiás, criar sua rede de mídia ser independente fazer times competitivos para agregar novos investidores, deixar de pensar pequeno, ser grande, ser um clube de títulos importantes, fazer valer a maior marca da região centro oeste e uma das maiores do Brasil, vamos acordar dirigentes, vamos mais profissionais, vamos valorizar está marca chamada goias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *