Arena Ovel
Unifan 1230×130
aguia
golden-bowl
kart-passeio

Foto: Divulgação

Saudações Nação Esmeraldina!

 

Todo time passa por uma ou outra crise, o que aparenta é em nossa vez, a crise parece não ter fim. Pois ano a ano com exceção de 2013, nosso time se enfraquece, o que deixa a entender que nosso verdão esmeraldino que num passado não muito distante era referência de organização e trabalho sério, hoje aparenta ser um clube semi-profissional, administrado com mãos de ferro pelo senhor Hailé Pinheiro e seus paus mandados.

Uma coisa é o que foi feito no passado, outra é o que se faz no presente. Os tempos mudaram, mas a maneira de gerir o clube não. Futebol na atualidade é negócio, tem paixão envolvida, mas não pode ser só paixão e nem só contabilidade. O Goiás passou décadas sem um departamento de marketing atuante, não tem diretores especializados em planejamento estratégico. Somos comandados por um grupo de empresários que fizeram suas fortunas em uma época que bastava ser pioneiro e trabalhar.

Os métodos são antigos ou inapropriados. Não se dirige um clube como se dirige uma empresa de ônibus ou uma revenda de automóveis. Futebol HOJE é para profissionais, no PASSADO foi para amadores.

O Goiás que queremos é um clube que tenha ambição, que almeje mais que ser campeão goiano ou simplesmente ser maior que nossos rivais do estado, que tenha uma gestão esportiva séria, competente e compromissada com o time e o torcedor, porque só de administração patrimonial estamos fartos. Hoje temos uma estrutura de série A, com a cobrança e gestão de série C.

Nos últimos anos o futebol praticado pelo Verdão vem beirando o ridículo, será que a participação na taça Libertadores da América e a final da Copa Sul-americana foram um acaso? Ou a realidade são os resultados recentes nas competições nacionais?  E o que esperar do atual time do Goiás? Outra eliminação precoce na copa do Brasil, manter-se na B, subir pra série A?

E outras perguntas continuam sem resposta;

Onde está o dinheiro dos últimos contratos assinados e das negociações do Erick e Bruno Henrique?

Onde está aquela organização que sempre teve no Goiás Esporte Clube?

Onde está a consideração com a torcida?

Muito me impressiona que os comandantes não tenham a noção do que estamos vendo do lado de fora, precisamos de imediatas mudanças, mais mudanças estruturais consistentes e profissionais, pois mais um ano na série B, poderá trazer ainda mais complicações.

E você torcedor esmeraldino o que pensa? Não deixe de “cornetar” nos comentários.

CHARGE-CORNETA-320x200

Cornetadas

Com a cabeça mais fria, quero aqui dizer algumas coisas:

 Primeiro parabenizar a Aparecidense que não tem nada a ver com a situação do Goiás, mais jogou muito e fez o que tem que fazer com time com mentalidade pequena.

Bola Fora!

Dr. Sergio Rassi o senhor é um médico de respeito e o ocupa a mais alta posição dentro do Goiás Esporte Clube, e deveria ter conhecimento suficiente para saber que não se dá uma “chamada” em um subordinado em público, se queria “enquadrar” o Gilson Kleina pelo péssimo trabalho desenvolvido até aqui, que o fizesse internamente não nos microfones.

Bola Dentro!

Atitude acertadíssima da direção esmeraldina ao retirar o Walter do jogo de hoje, quem agride um companheiro de time, que segundo corre nas redes sociais por um motivo banal não merece vestir o manto do Maior do Centro-oeste, agora mesmo que tardiamente, a direção demonstra que o Goiás é maior que qualquer jogador.

Tales Clemente
Tales Clemente
Casado, pai de duas filhas, profissional da construção civil, apaixonado pelo Goiás desde 1986, um corneteiro da diretoria esmeraldina, debatedor de ideias com sensatez e descontração. Contato: tales.clemente@bol.com.br

5 Comentários

  1. Gilberto Barros Vieira disse:

    Infelizmente enquanto o Dr. Rassi estiver no comando, o Góias não sairá dessa crise.

  2. torcedor bolado disse:

    Goiás tá igual boteco . chacota da capital . perde a metade da torcida e agora não é culpa da organizada !

  3. Esse time e igual do ano passado, mas com esse presidente não dá esse treinador nossa o cara perde pra dois times que não ganha de ninguém, mas não vai acontecer nada o presidente tá na Bahia, torcida tem que protestar esse time sem alma perder pro rio verde aí não dá para aceitar fora rassi, gleina, harlei, e manda um punhado deste perna de pau enbora não dá pra aceitar perder para tine comoco rio verde

  4. O meu verdão time mais covarde e acomodado do Brasil,tem que largar de ser time amador,houvi as críticas dos torcedores,houvi menos a nossa imprensa amadora de Goiânia, verdão te que ser uma empresa grande chegar no funcionário (jogador) que não tem qualidade ruim de bola e dar as contas, correr atrás de outros jogadores, para de trazer jogadores de graça de empresário , na verdade a diretoria do verdão tem medo de subir pra série A este ano,pois ser o verdão cai no que que vem pra série B o verdão vai peder a manmarta de contrato com a Globo de time de série A, é que em 2019 é ano de renovar contrato com a Globo,

  5. WALDEMY disse:

    O GOIAS TEM QUE VOLTAR A SER AQUELE TIME…
    QUE AMEDRONTA OS ADVERSÁRIOS, ANTIGAMENTE TIMES GRANDES DO BRASIL QUE VINHAM JOGAR NO SERRA DOURADA CONTRA O GOIAS, TREMIAM NA BASE. TINHAM MEDO DO MAIOR DO CENTRO OESTE…
    AGORA ACHAM BOM, POIS E PRATICAMENTE 3 PONTOS GARANTIDOS…INHAMBU NA CAPANGA ETC.
    ACORDA GOIAS ESPORTE CLUBE.
    VOLTE A SER O GOIAS QUE OS TORCEDORES QUEREM…
    POIS PENSAMENTOS PEQUENOS NAO CONDIZEM COM O TAMANHO DO NOSSO CLUBE…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *