Antes de fechar com Claudinei, vice-presidente explica dificuldade do Goiás na busca por um novo técnico

Foto: Rosiron Rodrigues/ Goiás EC

Questionado sobre a contratação do novo técnico e a mágoa da torcida pela perda do título do Goianão, o vice-presidente Mauro Machado afirmou que todo o clube está decepcionado com os resultados até agora e que não foi fácil buscar um novo treinador.

“Entendo a torcida, ela tem direito de estar magoada, também não estamos satisfeitos. Às vezes as pessoas acham que é muito fácil fazer a contratação de um treinador quando você disputa a elite. Tivemos várias conversas das mais variadas formas. Existem treinadores que só queriam trabalhar no exterior, treinador que pediu para descansar duas semanas, treinador que queria descansar uma semana. Trouxemos o Claudinei porque confiamos no trabalho dele.

Nesta sexta-feira, os jogadores se reapresentam novamente no CT Edmo Pinheiro para dar prosseguimento a preparação do Goiás para o duelo contra o Fluminense no próximo dia 28 de abril de 2019.

Agora, o Goiás vira a página e concentra suas forças na estreia do Campeonato Brasileiro contra o Fluminense. O duelo será no estádio Maracanã, no Rio de Janeiro-RJ, às 19h(horário de Brasília), válido pela primeira rodada do certame nacional.

5 Comments

  1. Avatar Carlos Antônio de Souza disse:

    Time que só pensa com o patrimônio físico, e não se importa com o patrimônio moral e o histórico, é assim mesmo… É sempre caindo pelas tabelas!!!

    O velho de uns anos prá cá, quer mesmo é imitar os Faraós do Egito antigo, construindo sua Pirâmide (Estadio na Serrinha com seu nome ).

  2. Avatar Fabricio Romão disse:

    Até quando esse Goiás vai ser pequeno ? Esses caras brincam de mais com os torcedores, não tão nem aí, esse modo velho de dirigir um clube de futebol…Essa família Pinheiro não entrega os pontos, só coloca na presidência quem eles querem “puta que Pariu nem respeito temos mais”

  3. Avatar Márcio Rosa disse:

    A verdade é que os técnicos tarimbados já sabem a panela da mãe Joana que é essa diretoria do Goiás e ninguém quer ter o nome jogado na lama em dois ou três meses. Se esse povo não mudar a forma de administrar ou dar lugar a novos dirigentes com novas idéias, o Goiás vai ser totalmente destruído.

  4. Avatar Gilberto Barros disse:

    Que conversinha mais boba. Diz a verdade, que vocês apequenaram o Goiás e hoje é difícil contratar, técnico e bons jogadores. Quer saber de uma coisa? Vai plantar batatas, vai..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!