Atacante treina e pode reforçar o Goiás na decisão do Goianão

Foto: Divulgação/ Rosiron Rodrigues/ GEC

Nesta quarta-feira durante a tarde, a novidade no treino no Centro de Treinamento Edmo Pinheiro foi o atacante Carlos Eduardo, que esteve em campo pelo menos nos dez minutos de janela que a imprensa teve acesso. O jogador era dúvida para o jogo, por conta de dores no tornozelo esquerdo.

No jogo de ida em Aparecida de Goiânia, o atleta foi substituído no decorrer do confronto, mas realizou exames no Goiás e não será desfalque para o técnico Hélio dos Anjos. Com isso, o jogador poderá ser relacionado para o confronto.

Oktos

Outra novidade nos treinamentos no Centro de Treinamento Edmo Pinheiro foi o atacante Rafinha, que esteve ausente nos últimos jogos por conta de dores no púbis e esteve no gramado para ganhar ritmo de jogo. Sua presença no clássico será avaliada pela comissão técnica esmeraldina.

Goiás x Aparecidense voltam a se encontrar neste final de semana, no estádio Serra Dourada, válido pelo jogo de volta da final do Campeonato Goiano. Antes disso, o técnico Hélio dos Anjos realiza os últimos ajustes antes de encerrar a preparação.

felipelemos
felipelemos
Jornalista formado, Social Media e Radialista, tenho 28 anos e estou no Portal Esmeraldino.com desde 2013 cobrindo o Goiás. Com passagens pelos sites: CalcioNews24.com(Itália), Torcedores.com. Contato: [email protected]

4 Comentários

  1. Gilberto Barros Vieira disse:

    Respeito a opinião de alguns torcedores sobre o Carlos Eduardo, dizendo que ele é ruím, é escalado pelo Haile, não passa a bola, joga de cabeça baixa etc…eu discordo. Ele é o melhor jogador do Goiás, evidente que tem defeitos, precisa aprimorar mais. Mais sem dúvida ele é um ótimo jogador e torço muito por ele.

  2. Edecio disse:

    Carlos Eduardo tem estrela em jogo decisivo, foi assim na final ano passado e tbm contra o Coritiba, e só golaços

  3. ANDRE LUIZ S. TAVARES disse:

    ELE É ESCALADO PELO HP.

  4. Mirosmar Cardoso disse:

    Sem ele é muito melhor, porque ele não toca bola pra os companheiros, é muito individualista, todas as jogadas do Goiás vão pra ele e ele perde todas, além de não ter domínio apurado, não tem rumo pra chutar. Quando ele corre muito as vistas dele escurecem, quando tá parado, é cego!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!