Dirigente descarta usar Serrinha no Goianão e estádio pode ter capacidade aumentada para o Brasileirão

Foto: Rosiron Rodrigues/GEC

Durante coletiva de imprensa, o diretor de marketing João Grego explicou por que o Goiás não vai usar o estádio da Serrinha no Campeonato Goiano. Para o dirigente, a casa esmeraldina seguirá em processo de reforma e já faz planos para aumentar a capacidade do estádio para 15 mil para o Brasileirão.

“Nós estamos em processo de reforma do nosso estádio, de adequação às necessidades do Goias para o Brasileiro. O estádio tem capacidade para 10 mil, mas para o Brasileiro precisa ter 15 mil. A Serrinha vai seguir em reforma e no Goiano vamos ter de jogar em outros palcos. Temos o Serra Dourada e também o Olímpico”, explicou o dirigente em entrevista coletiva.

De olho no duelo contra o Brasil de Pelotas no Serra Dourada, o dirigente espera por casa cheia no Serra Dourada. Para celebrar o acesso à Série A, João Grego quer ver o Verdão fazendo a festa no Serra.

“Este jogo vai ser chamado de “volta às raízes. É o Goiás de volta à Série A e de volta ao Serra Dourada. Nossos jogadores vão entrar em campo com uma camisa alusiva ao nosso primeiro jogo na Série A, em 1973, uma camisa idêntica a daquele jogo, com os números e nomes dos jogadores que estiveram em campo em 1973. É jogo para emocionar o torcedor e fazer com que ele não queira perder mais nenhum jogo do time”, garantiu.

2 Comments

  1. Avatar Leone Bento Vieira disse:

    Torcedor de volta e time bom que não passa vergonha no torcedor apesar de ter subido eu fico com pé atraz com esse povo pra serie a tem que montar outro time esse aí num da conta serie a não

  2. Avatar Carlos Souza disse:

    Tatuagem é a maior onda bizarra e brega na atualidade, salve -se quem tiver opinião própria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!