Foto: Sagres Online

Não era necessário algum poder sobrenatural ou competência exagerada para prever que a era Claudinei de Oliveira não se estenderia muito. Ele não pode carregar toda a responsabilidade pelos quatro resultados desastrosos seguidos (empatar com um Avaí apático e Atlético Mg desinteressado dentro de casa não pode ser classificado de outra maneira.), porém era notório que o time não sabia o que fazer nos poucos momentos em que ficava com a bola. Ficou bem mais fácil prever a derrocada após o “professor” afirmar que o impopular e limitado zagueiro Rafael Vaz, só “sairia do time se pedir.” Quem acabou “pedindo” pra sair foi o próprio treinador.

Agora, antes de tudo, é hora de fazer um exercício que parece demasiadamente complicado para aqueles que estão à frente do Goiás: AUTOCRÍTICA. É preciso resgatar o respeito, dignidade e confiança daqueles que trabalham e torcem pelo maior do Centro-Oeste, e isso só é conseguido através de muita reflexão e boa tomada de decisão. Conseguir fugir daquilo que é mais fácil e cômodo é um desafio e tanto, mas nesse momento em que ainda não estamos complicados na tabela do Campeonato Brasileiro, parece ser fundamental colocarmos um pouco de ousadia na nossa trajetória.

Pelo andar da carruagem, Ney Franco aparece como o mais cotado para assumir o Goiás. Alguma surpresa? Definitivamente não! O treinador que rejeitou a renovação após o acesso e em seguida deixou a Chapecoense, que tem um elenco melhor qualificado que o nosso, na zona de rebaixamento, é o mais cômodo para essa diretoria que não gosta de muitos esforços. Alguns torcedores, pouquíssimos que eu conheço e convivo aliás, acham que a “gloriosa campanha” do ano passado dá crédito ao treinador, mas se esquecem que fomos a defesa mais vazada da série B. Se esquecem da uniformidade no padrão de jogo suicida adotado pelo treinador, e que se não fosse os esforços financeiros tão bradados pelo nosso presidente nas rádios, provavelmente estaríamos vendo o RB Bragantino a nossa frente.

Corre outros nomes por fora, tão fracos quanto o de Ney Franco. Levir Culpi, Eduardo Baptista, Hélio dos Anjos, Hemerson Maria e Marcelo Oliveira. Nomes que vem amontoando, assim como Claudinei, fracassos por onde passam. Nomes que além de ideias ultrapassadas taticamente, ajudariam muito pouco na “reforma do elenco”. É fundamental que o treinador que vier, traga consigo a capacidade de influenciar jogadores a vir nos ajudar no projeto “permanência”, que parece ser muito difícil para o departamento de futebol. Precisamos de jogadores que cheguem vestindo a camisa para o jogo, titulares incontestáveis, e não jogadores oriundos de algum recôncavo do Planalto Central.

Na minha mais humilde opinião, Dorival Jr. seria o melhor nome dentro das possibilidades. Já sei que muitos dirão que está fora da nossa realidade financeira, mas novamente digo que a nossa permanência na série A está diretamente ligada ao poder da diretoria em fazer esforços, quebrar o orgulho e dar alguns passos além da perna. Descartando Dorival, Abel Braga ou Jair Ventura somariam pelo estilo reativo, de entender a limitação e montar o time considerando a realidade do elenco. Algum desses três nomes, aliados a titulares nas posições de zagueiro, primeiro volante, meio campo armador e meio atacante veloz, conseguiríamos permanecer na série A. Qualquer coisa contrária à isso, podemos apelar para as preces, pois só o sobrenatural não nos rebaixará.

lucas
lucas
Autônomo , pai e esposo apaixonado pelo Goiás.

7 Comments

  1. Avatar Carlos Antônio de Souza disse:

    Parabéns garoto Lucas!!! Muito bom o seu texto!!! Mas. . . Ney Franco??? Todos nós esmeraldinos sabemos como conseguimos a nossa classificação no ano passado. . . aos trancos e barrancos. . . fomos umas das defesas mais vazadas. . . muita gente até falou que nos últimos jogos teve até a famosa “mala preta”, com uma combinação de resultados favoráveis ao nosso time.

    Ney Franco e Hélio dos Anjos são bananeiras que já deram cachos!!! Treinadores ultrapassados!!!

    O Verdão precisa de um treinador vencedor, que chegue e se imponha, e não de um fala mansa como o Ney Franco!!!

    Mas como nosso “Rei Matusalem” não permite gente independente, só admite puxa sacos e capachos, com certeza ou será o Ney ou qualquer outro “carneiro manso.”

    E tome série B novamente!!!

  2. Avatar Diego Moreira disse:

    Eu cravo, se Ney Franco vier esse time disputa vaga na Libertadores TRANQUILAMENTE. Pode tirar print.

    Razões:

    Rafael Vaz não joga mais no Goiás;
    Outras cabeças vão rolar;
    Vai chegar um zagueiro de verdade;
    Vai chegar um meia canhoto que vai mudar todo o sistema ofensivo;
    Os volantes vão marcar;
    Os volantes vão apoiar;
    As laterais vão atacar;
    As laterais vão defender;
    Michael vai trucidar, detonar, arrasar com Ney Franco;
    Os centro avantes vão marcar gols;

    Simplesmente vamos ter um time, porque teremos um técnico.

    As coisas são muito simples.

    Goiás com Ney Franco é G-6

    • Avatar Ary disse:

      Bom dia Diego!!

      Não sou tão otimista como vc!!…De qualquer forma vou torcer muito para que isso aconteça!!

      Acho o Ney Franco um bom treinador, mas tem que vir ao menos de 3 a 4 jogadores!

  3. Avatar JOP disse:

    Com todo respeito às opinões do autor do texto e de outros esmeraldinos, não vejo nenhum sentido equiparar Ney Franco a Claudinei Oliveira.
    Da mesma forma, me parece um grande descuido classificar Ney Franco como não vencedor e recomendar Dorival Júnior como se fosse um grande vencedor, acima de nomes como Marcelo Oliveira.
    Enfim, concordo plenamente que já se sabia que Claudinei é muito fraco. Não tenho nenhuma razão pra concordar com os métodos de HP e sua turma. No entanto, acho o Ney Franco um grande treinador, de personalidade, e capaz de realizar um bom trabalho em 2019, com mudanças no elenco.

  4. Avatar Gilberto Barros disse:

    Parabéns pelo ótimo texto! Parece até piada, falar em Hemersom Maria, Hélio dos Anjos, Eduardo Batista. Credo, dar até arrepios. Ney Franco é do mesmo naipe do Claudinei, o time está jogando mal, perdendo, e ele fica olhando para a lua. O Goiás precisa de um técnico com nome, ou seja maior do que os jogadores do Goiás. Mas não adianta nada se não fazer contratações, principalmente para a defesa, meio de campo e um atacante que tenha velocidade e joga pelos lados.

  5. Avatar Pedro Paulo disse:

    Lucas, eu não acredito no trabalho do Ney Franco. Mas se ele for o nome escolhido por essa dinâmica diretoria do GEC, fazer o que, vamos torcer pra dar certo.

    Estamos caminhando à passos largos rumo à Série “B”. Talvez seja isso mesmo que o Sr. Hailé Pinheiro quer (fez as contas e viu que é mais interessante ficar na segundona) – eu não consigo entender essa matemática dele.

    • Avatar Torcedor Pilhado disse:

      O Gaga pinheiro podia sair e levar todos os puxa saco. Tem 20 anos que ele fala que vai sair. Podia dar esse presente para torcida. Ele quer administrar o Goiás igual faz com suas fazendas. Coloca alguém que entende pouco pra tomar conta e de vez ou outra vai lá pra ver como está. Essa pessoa não pode tomar decisões e não tem o respeito da peonada. Essa é a receita do fracasso seguida a risca pelo Goiás há muitos anos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!