GOIÁS BATE O CRICIÚMA DE VIRADA E MANTÉM A BOA FASE NA SÉRIE B.

O Goiás entrou em campo na noite de hoje pra enfrentar o Criciúma, na 11ª colocação, com 18 pontos, e embalado pelo bom desempenho nos últimos jogos. E a boa fase prevaleceu. Aliada ao empenho de seus atletas, o Verdão mais na base da raça do que da técnica, sofreu um gol, mas teve calma e disposição para buscar o jogo e virar o placar com Giovanni e Michael, dois jogadores símbolos dessa nova fase do time. O jogo ficou 2 x1 para o Goiás e o time ganhou apenas uma posição na tabela. Subiu para 10º, com 21 pontos. Contudo, se distanciou mais um pouco da zona de rebaixamento e continua colado no G-4, a apenas 04 pontos do Avaí (4º colocado), que tem 25 pontos.

O JOGO

Em sua “nova casa” em Goiânia, o Estádio Olímpico, o Goiás recebeu o Criciúma, que lutava para sair da zona de rebaixamento. E o time catarinense foi um párea duro. O jogo começou truncado, com forte marcação das equipes no meio campo e sem muitas oportunidades de gol. Aos 17 minutos, o zagueiro David Duarte ousou. Em cruzamento na área, o beque tentou finalizar de bicicleta, mas a bola não teve “endereço”. Houve, resguardadas as devidas proporções, quem lembrasse do histórico e magistral lance protagonizado pelo nosso eterno Fernandão. Pura nostalgia e muitas brincadeiras no Olímpico.

Na sequência, o Criciúma, que tinha mais volume de jogo no meio campo, conseguiu chegar primeiro ao gol. Aos 28 minutos, o ex-lateral esmeraldino Sueliton desceu pela ponta direita e, aproveitando a marcação em linha do Goiás, cruzou rasteiro para Vitor Feijão, que finalizou para gol, parando na defesa de Marcos, mas conseguindo pegar a sobra para abrir o placar para os visitantes.

O Goiás, que ainda se acertava na partida, conseguiu empatar aos 33. Michael se esforçou para evitar as saída de bola e conseguiu. O atacante encontrou Giovanni na entrada da área, que pensou rápido e bateu forte no canto esquerdo do goleiro catarinense para empatar. 1×1.

O jogo permaneceu na mesma toada, com os times buscando o ataque sem muita qualidade, mas foi o Goiás quem chegou ao gol novamente. Aos 17 minutos da etapa final, Ernandes lançou Michael, que domina de direita e bate de canhota na saída do goleiro. Virada do Verdão no Olímpico. Goiás 2 x 1.

A sequência do jogo foi tensa, mas o Goiás teve boas oportunidades com Michael e Lucão, mas o time não conseguiu ampliar o placar. Os times gastaram suas substituições, mas o placar continuou inalterado, com a vitória do Maior do Centro-Oeste, que segue embalado e firme em sua recuperação na Série B. Destaque para a luta e entrega da equipe, com Giovanni “aguentando” os 90 minutos e para o jovem e humilde Michael, que ajudou o Verdão mais uma vez a conseguir a vitória.

Outro destaque importante foi o público no estádio (9.973 presentes e 8.746 pagantes), que apoiou o time e pode comemorar mais uma vitória. A torcida, embora se mostre impaciente e cansada, sente o bom momento do time e vem reconhecendo o esforço de todos em busca da recuperação. As coisas vão melhorando pelos lados da Serrinha e parece que o Goiás está de volta ao campeonato. O Verdão volta campo na próxima sexta-feira (20/07), quando enfrenta o Sampaio Correia, fora de casa, em partida marcada para o Estádio do Castelão, as 20h30.

FICHA DO JOGO

GOIÁS 2 x 1 CRICIÚMA

Dia: 13/7/2018. Horário: 20:30.

Local: Estádio Olímpico, Goiânia

Arbitragem: Wanderson Alves de Souza, auxiliado por Ricardo Junio de Souza e Magno Arantes Lira, todos de Minas Gerais/MG

Público: 8.746 pagantes; R$ 87.250,00. Público presente. 9.973.

Gols: Vitor Feijão (Criciúma), aos 28 (1ºt); Giovanni, aos 33 (1ºt); e Michael aos 17(2ºt).

Cartões amarelos: Ernandes e Renato Cajá, pelo Goiás. Vitor Feijãoe Ralph, pelo Criciúma.

GOIÁS: Marcos, Alex Silva, David Duarte, Victor Ramos e Ernandes; Gilberto, Giovanni e Renato Cajá (João Afonso); Michael (Felipe Garcia), Lucão e Felipe Gedoz (Maranhão). Técnico: Ney Franco.

CRICIÚMA: Luiz; Sueliton (Ralph), Nino, Fabio Ferreira e Artur; Liel, Eduardo, Luiz Fernando (Kalil), Marlon Freitas e Elvis (Alex Maranhão); Vitor Feijão. Técnico: Mazola Júnior.

14 Comentários

  1. Adel disse:

    Bela arrancada do Goiás. Geovani parece um daqueles que nasceu para jogar com a camisa do Goiás. Maranhão voltou a correr bem. Vamos precisar que todos os jogadores estejam em sua melhor forma, pois o campeonato é longo e não podemos deixar a peteca cair. Esperamos substituto para o Carlos Eduardo.

  2. Carlos Antônio de Souza disse:

    Avante Verdão!!!

    O CÉU É NOSSO LIMITE!!!

    Parabéns Ney Franco e sua equipe Técnica!!!

    Parabéns Brunoro!!!

    E para a diretoria esmeraldina digo o seguinte:

    “chega de escolinha do professor Raimundo!!!”

  3. Gilberto Barros Vieira disse:

    Eu dou a mão a palmatória. Errei feio, ao dizer aqui nesse espaço que o elenco do Goiás estava recheado de pernas de paus. O que faltava ao Goiás era um treinador de verdade é mais organização. Com a chegada do Ney Franco é do Brunoro, o time virou outro. Ontem fui ao jogo e gostei do que vi. O cajá, Michael, Geovane, Gilberto, David Duarte, Maranhão, Ernani jogaram muito. O Alex, Lucão, Gedoz foram um pouco abaixo, mas tudo normal. O zagueiro que estreiou que me foge o nome, também foi bem; série B é isso mesmo. Não vamos ver jogos excepcionais, mas o que importa é muita luta e os três pontos. Valeu verdão.

  4. Marcus Vinícius disse:

    Excelente Vitória, nem sempre tem como vencer e jogar bem, o time se superou em campo, Giovani cada vez mais dono da posição, acredito que o Ney ainda insiste com o Alex pq a na parte defensiva ele marca melhor que o Caique, Lucão e Gedoz muito abaixo. Maranhão voltou bem espero que pegue confiança e volte a jogar bem.
    Estamos no caminho, jogo a jogo, acredito que temos condições de buscar os 3 pontos contra o Sampaio

  5. Guilherme disse:

    Com tantos jogadores sujos de tatuagens, ficou nojento ver jogos na TV

    • Carlos Antônio de Souza disse:

      Fique tranquilo Guilherme, os tatuados são só jogadores, não são candidatos a genro de ninguém.

    • Marco disse:

      Cara, esse Guilherme deve ter perdido uma namorada pra um tatuado. Não é possível…
      Todos os comentários do cara são sobre as tatuagens dos jogadores. Hahahaha.

  6. Márcio Rosa disse:

    Fritz é um bom redator, são textos sem melancolia, que conta a historia dos 90 minutos, pura descontração! Eu fui ao jogo e achei que o time fez uma partida ruim, mas o que vale são os três pontos. Como os colegas citaram , não gostei de alguns jogadores,mas nem vou citar, confio no Ney Franco, deixo a ele, todas as decisões, o que mais importa são os três pontos. Vamos pra cima, acho que o sonho da série “A” voltou mais forte, avante verdão.

  7. Edecio disse:

    Fritz detalhou tudo com muita perfeição, nada a acrescentar, exatamente isso

  8. Johnatan disse:

    Quero ver esses esmeraldino ir pro estádio se perde reclama se ganha reclama bora pro estádio apoiar o verdão e larga de reclama bora verdão

  9. ogival martins de resende disse:

    Por que o Leo Sena não entra no lugar do Alex Silva?

    • Pericles disse:

      Prefiro o Caíque Sá, que é da posição e joga muito mais que o Alex .
      Colocaria o Leo Sena no lugar do Cajá, que nao produz nada , além de escalar o Maranhao ao invés de Gedoz .
      Hoje o Ney errou na escalação e demorou a corrigir .

      • Murilo disse:

        Vi que vc não entende nada de futebol! Ontem foi um dos melhores jogos do Renato cajá, com lançamentos precisos e até boa marcação no meio. Leo Sena não joga nada, erra todos os passes, não chuta a gol ainda bem que vc é apenas torcedor e acho que deve ser do vila.

        • Pericles disse:

          Entao vc, Murilo, grande entendedor de futebol, me cite um lance em que o Cajá tenha feito algo de produtivo.
          Time melhorou e muito após sua saída .
          Leo Sena pode nao ser nenhuma maravilha, mas procura o jogo, arrisca. Cajá é só toque pro lado .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *