Goiás se impõe e bate o Atlético na Serrinha.

Em seu quinto jogo pelo Campeonato Goiano, o quarto em Goiânia e terceiro jogo em casa, o Goiás recebeu o Atlético na Serrinha, para o embate do melhor time classificado na competição e melhor defesa, contra o líder do grupo B e melhor ataque do estadual. Credenciais que são dispensadas quando o assunto são as duas maiores equipes do Estado. Com um calor desumano, as equipes foram para um confronto franco. Melhor para o Goiás, que soube furar a forte marcação do adversário, com o talento de seus jogadores. 3X0, com gols de Rafael Vaz, na primeira etapa, e Michael e Renatinho no segundo tempo. O goleiro Sidão fez algumas defesas importantes na partida e se mantém invicto e sem levar gols com a camisa do Goiás em jogos oficiais. O Verdão agora é a melhor equipe em números absolutos na competição. Líder isolado, melhor ataque e melhor defesa.

O primeiro tempo ficou marcado pelo equilíbrio e forte marcação das duas equipes. O Goiás teve mais dificuldades com a forte marcação atleticana, mas contava sempre com o individualismo de seus jogadores. E foi numa arrancada que Caíque conseguiu avançar com bola, passou pela marcação e foi derrubado na entrada da área, aos 26 minutos. Na cobrança da falta, Rafael Vaz foi para a bola e mandou uma bomba com a pena esquerda, para abrir o placar. A bola saiu a meia altura e morreu no canto do goleiro Kozlinski. 1X0 para o Goiás. E o primeiro tempo ficou só nisso. Foram duas paradas para hidratação dos jogadores.

No retorno para a segundo tempo, o ritmo era o mesmo. O Goiás perdeu seus dois laterais Caique Sá e Jefferson, por contusão. Na lateral direita entrou o zagueiro Yago e na esquerda estreou o lateral Marcelo Hermes. O time não sentiu as mudanças. O jogo continuou pegado e com forte marcação. Aí, falou mais alto o talento dos atletas esmeraldinos. O iluminado Michael, ampliou o placar aos 20 da etapa final. O atacante recebeu a bola no lado direito e foi avançando em diagonal e passando pela marcação, até chegar na entrada da área e bater bem para gol, com a perna esquerda, no canto. 2X0. A partir daí, o Atlético sentiu a pressão, deixou de jogar e começou a fazer mais faltas. Depois foi a vez de Renatinho aparecer bem. O atacante que já tinha finalizado aos gol duas vezes na segunda etapa, recebeu cruzamento de Michael na área, aos 27 minutos, tirou da marcação e bateu de perna direita para marcar o terceiro gol do Goiás.

Aos 31, o atacante atleticano Thiago Santos, que tinha acabado de entrar, foi expulso. Na sequência, foi só administrar o resultado e cadenciar o jogo. O Goiás ainda teve uma grande chance com Michael aos 45, mas o atacante perdeu o gol, após fazer grande jogada dentro da área.

A Serrinha vai se tornando “a casa” do Goiás na temporada. Terceira vitória em três jogos no estádio. O bom é que a torcida está “comprando” a ideia.

O Verdão agora só volta a campo pelo Estadual no próximo sábado (09/02/2019), quando vai à Iporá, enfrentar o time da casa, em partida marcada para as 16h30. O time tem quase uma semana de descanso no estadual, mas já viaja para Aracaju-SE, onde enfrenta o Sergipe pela Copa do Brasil no dia 13/03 (quarta-feira). Vamos ver qual vai ser a estratégia do clube no Campeonato Goiano, levando-se em conta a viagem para Iporá e o forte calor que estamos enfrentando. Oportunidade para poupar seus principais jogadores.

FICHA TÉCNICA

CAMPEONATO GOIANO DA PRIMEIRA DIVISÃO – 2019 – 5ª RODADA

GOIÁS3 x 0 ATLÉTICO

Data: 03 de fevereiro de 2019, Domingo. Horário: 17h00.

Local: Estádio Haylé Pinheiro (Serrinha).

Arbitragem: Árbitro: Eduardo Tomaz, auxiliador Fabrício Vilarinho e Paulo César Almeida.

Gols: Rafael Vaz (26 1ºt), Michael (20 2ºt) e Renatinho (27 2ºt).

Cartões amarelos: Geovane (Goiás). Cartão Vermelho: Thiago Santos (Atlético)

Público pagante: 5.054. Público presente: 6.080.

GOIÁS: Sidão; Caíque Sá (Yago), David Duarte, Rafael Vaz e Jefferson (Marcelo Hermes); Geovane, Léo Sena e Marlone; Michael, Renatinho e Júnior Brandão (Brenner). Técnico: Maurício Barbieri.

ATLÉTICO: Maurício Kozlinski; Moacir, Lucas Rocha, Gilvan e Jonathan; Washington (Matheuzinho), Pedro Bambu e Jorginho; Gilsinho, Madson (Thiago Santos) e Mike. Técnico: Wagner Lopes.

10 Comments

  1. Avatar Derli disse:

    Sendo bem realista o Goiás precisa de um 10 pra ser titular um leteral direito porque só temos o Kelvin e um centroavante competente porque o Júnior Brandão e o Brenner nao são jogadores de série A

  2. Avatar Derli disse:

    Eu fiz um comentário no globo esporte falando exatamente isso que vcs estão falando sobre o marlone mas teve gente achando que eu estou errado eque o marlone e fundamental

  3. Avatar Edimar monteiro disse:

    Pelo que Renatinho apresentou hoje, daria pra testar ele e marcinho em algum jogo, sacando Marlone. No brasileirão precisamos de jogadores com mais movimentação e velocidade. Campeonato goiano é pra encaixar o time, hoje o Barbieri perdeu a chance de testar algum garoto, quando colocou Brenner podia ter posto Ratinho, Flavio ou vinicios em campo, afinal o jogo estava ganho.

  4. Avatar Kassio Ricardo disse:

    Melhor jogo do Renatinho fez um gol, podia ter feito outro se o Michael passa a bola, Michael sempre uma grande ameaça. Sidão muito firme, zaga muito bem tbm, agora não sei o que acontece que os atacantes Brenner e Brandão não conseguem fazer gol. Precisamos de um matador, um craque pra jogar no meio de campo e um volante pra reserva do Geovanne.

  5. Avatar Márcio Rosa disse:

    Seria a perfeição esse time do Goiás, se não tivéssemos falando do campeonato goiano, onde o nível é fraquíssimo. Concordo com o Aécio, Marlone pode ate queimar a minha língua, mas ainda não é o jogador ideal para vestir a camisa 10. Jeferson e Caique Sá, são muito fracos, só para o regional mesmo. Resumindo, esse time para o campeonato goiano, é favorito ao título, mas para o brasileito, vai ter muita dificuldade. Espero que cheguem contratações de peso, coisa que não aconteceu até agora. Vi na serrinha hoje, um time meio cismado no começo do jogo, onde o atlético tinha maior posse de bola, situação que mudou após Rafael Vaz fazer o primeiro gol. Parabéns ao Barbieri e a toda equipe. Antes que apareça algum puxa saco me chamando de corneteiro e chato, vou repetir, sou um torcedor que frequenta o estádio, amo meu time, mas não sou idiota em esconder os defeitos e pensar que está tudo perfeito.

    • Avatar Kassio Ricardo disse:

      Márcio eu estava a caminho do trabalho escutando pelo rádio e ouvi isso mesmo que vc comentou. Mas eu ouvindo o jogo e pensando, nesse calor infernal certeza que o Barbieri vai mandar o time se poupar pro segundo tempo, vai deixar o ACG se desgastar e no segundo tempo vai pressionar o adversário pra ganhar o jogo. Acho que foi isso que aconteceu pois até mesmo o gol do vaz no primeiro tempo foi de falta.

      • Avatar Márcio Rosa disse:

        Exatamente kassio, deveriam mudar esses jogos para as 18:00, até acabar o horário de verão, estava insuportável pra mim sentado na arquibancada, imagina os jogadores correndo em campo? sei que tem os direitos da Rede Globo , mas o bem estar da torcida e atletas , deveriam ter peso importante nessas tomadas de decisões, essa ganância tem que ter um limite.

  6. Precisamos de um 10 mais criativo.

  7. Avatar Siderlei disse:

    Precisamos de mais reforços para série A

  8. Avatar Aecio disse:

    Ganhamos mas mostramos muita fraqueza hoje temos que contratar um camisa dez que da velocidade e dinâmica de jogo o Marlone me desculpe mas está morto em campo
    Hj ficou claro um pouco de marcação nosso time possui dificuldades de articulação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!