Presidente do Goiás explica mudanças nas cores da arquibancada do Serra Dourada

Em entrevista para a Rádio Sagres 730, o presidente do Goiás, Marcelo Almeida, abriu o jogo e explicou o motivo das novas cores no estádio Serra Dourada durante as obras visando a disputa do Brasileirão.

“Se eu fosse escolher a cor que eu gostaria, era a cor verde. Isso é óbvio. Eu pintaria o Serra Dourada todo de verde. Mas o Serra Dourada não é um patrimônio particular do Goiás. Aquilo que eu gostaria de fazer, eu não posso fazer. Existiu uma cobrança dos órgãos competentes para que as cores do Serra não envolvessem interesse próprio. Eu não posso pintar de verde porque seria do interesse do Goiás. Também não pode envolver cores dos adversários. E também para quem não tivesse cor de partido político. Não preciso dizer quais. Então foram vetadas cores de clubes e partidos. Sobraria só o branco e as cores que estão lá”, disse Marcelo Almeida

Para ficar com o título do Goianão, o Goiás precisa vencer por quatro gols de diferença. Já a outra possibilidade é ganhar por três gols de diferença e ganhar também nas penalidades para ficar com a taça do Estadual.

De acordo com a programação, o Goiás entra em campo neste domingo novamente contra o Atlético-GO, válido pelo jogo de volta na final do Campeonato Goiano. Para isso, o técnico Maurício Barbieri espera contar com força máxima do seu elenco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!