Presidente do Goiás revela como estão as obras do estádio da Serrinha

Foto: Reprodução/TV Anhanguera

Em entrevista para a Rádio Sagres 730, o presidente Marcelo Almeida estipulou um prazo para o término das obras do estádio Hailé Pinheiro e a reestreia do seu estádio em 2018. O dirigente acredita que deverá ter mais uns 40 ou 60 dias, mas prefere não cravar uma data e explica o andamento das reformas da casa do Verdão.

“São muitas obras. Obra é uma coisa difícil de ser planejada em relação a quando acaba. Em obra nós sabemos o dia que começa, e não, o dia que acaba. Sou uma pessoa muito supersticiosa, pois, começamos aqui no Olímpico e as coisas estão dando certo. Daqui a pouco se mudarmos o rumo não sei qual será a reação, mas isso não dá para ser discutido agora. O estádio está em obras e acredito que deveremos ter mais uns 40 ou 60 dias. Daqui pouco está no final do ano e acho que seja uma coisa complexa e temerosa”, relata.

Quem também está em reformas em seu estádio é o arquirrival Atlético, mas o presidente do Verdão acredita que a Serrinha ficará ainda mais bonita que o estádio Antônio Acciolly: “Não tenho dúvida nenhuma. Um dia vocês vão conhecer e serão vocês que falarão”, completou.

Por fim, o mandatário do Verdão ressaltou sobre o duelo regional com o Atlético e o Vila na Série B: “É uma briga legal e uma emoção a mais no campeonato. Os três times goianos juntos serão assim daqui para frente. Para o estado de Goiás esperamos que nós tenhamos dois ou três times na Série A. Acho que isso é bom para todo mundo, mas obviamente quero que o Goiás chegue na frente. É um campeonato dentro de um campeonato, e isso é bom”, concluiu.

3 Comments

  1. Avatar Paulo disse:

    Presidente esperamos que a ampliação da serrinha realmente compense , pq o puxadinho da lagartixa ficou bem mal feito ,gastaram tempo e dinheiro ninguem sabe de onde pra fazer aquela porcaria pequena e com telha de zinco! Que gastem na serrinha , que levem tempo , mas façam algo que realmente vala a pena!

  2. Avatar Luciano disse:

    Já que não sabe quando terminará as obras, joguemos todas as 8 partidas que falta na B em casa, incluindo contra a lagartixa.
    E reorganiza a Serrinha pra no mínimo 15 mil pra 2019.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!