Eleições no Goiás: Paulo Rogério Pinheiro diz que chapa de oposição “começou muito cedo”

Foto: Rosiron Rodrigues

O ano de 2023 marca o fim da gestão Paulo Rogério Pinheiro dentro do Goiás Esporte Clube. O atual presidente assumiu o clube no início de 2021, com a missão de fazer uma reestruturação financeira e devolver o time a elite do futebol nacional. Ambas as tarefas foram concluídas com excelência pelo mandatário, mesmo que parte da torcida não concorde com todas suas decisões, é indiscutível o fato do mesmo ter conseguido colocar o Verdão novamente nos trilhos. Porém, a eleição se aproxima e teremos um novo quadro diretor para a próxima temporada.

Paulo Rogério fala sobre a oposição no Goiás

Goiás
Foto: Rosiron Rodrigues

Após a partida diante do Fortaleza, em entrevista coletiva, o presidente Paulo Rogério Pinheiro revelou que a oposição já está se movimentando dentro do clube. O dirigente inclusive revelou que tem cedido espaços para que o mesmos possam se reunir. Por fim, Paulo Rogério ainda falou um pouco sobre esses quase três anos que passou à frente do clube.

O que eu fiz pelo Goiás, eu fiz por duas pessoas: pelo meu pai e pela torcida. A oposição é salutar, normal. No entanto, começaram muito cedo, justamente na semana das derrotas, quando o Goiás não estava bem. Eu cedi, gratuitamente, o CT para que eles fizessem a reunião. Esse é um grupo que já teve a oportunidade de estar aqui dentro. Nunca os vi falando mal de mim – revelou Paulo Rogério.

Se alguém falar mal de mim, vai contra o Brasil, porque o Brasil inteiro vem falando que o Goiás foi a segunda melhor gestão financeira de 2022. Em 2021, falei que o clube subiria de degrau em degrau. Não dá para achar que o Goiás sairá de uma receita de R$ 40 milhões, como peguei, para uma receita de R$ 300 milhões ou R$ 400 milhões num estalar de dedos – completou.

Leia Mais: