Esmeraldino.com

O MAIOR PORTAL DE NOTÍCIAS DO GOIÁS ESPORTE CLUBE

Rival do Goiás na Copa do Brasil, Atlético-GO será denunciado no STJD por caso de racismo; entenda

Fellipe Bastos na delegacia - Foto: Wesley Costa / O Popular

No dia 08 de maio deste ano, o volante do Goiás Esporte Clube, Fellipe Bastos, viveu um drama pessoal. Em partida válida pela 5ª rodada do Brasileirão, o Verdão bateu o rival Atlético-GO, pelo placar de 1 a 0, mas após o fim da partida, Fellipe Bastos foi vítima de atos racistas cometidos por um torcedor atleticano. O fato ocorreu na saída de campo, quando o jogador alegou que um torcedor do time adversário o teria chamado de “macaco” em duas oportunidades.

Atlético-GO será denunciado no STJD por caso de racismo contra jogador do Goiás

Goiás
Foto: Rosiron Rodrigues/Goiás EC

Segundo informações do portal de notícias Lei em Campo, o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) concluiu, no começo desta semana, o inquérito que investiga a denúncia de injúria racial sofrida pelo volante Fellipe Bastos. Após colher depoimento dos envolvidos e reunir provas, o auditor-relator do caso, Paulo Feuz, decidiu que é caso de denúncia do Rubro-Negro no artigo 243-G do CBJD por considerar que ficou comprovada a ofensa. Com a decisão tomada, o caso foi encaminhado para a Procuradoria do tribunal.

O artigo em questão fala sobre “praticar ato discriminatório, desdenhoso ou ultrajante, relacionado a preconceito em razão de origem étnica, raça, sexo, cor, idade, condição de pessoa idosa ou portadora de deficiência”. A pena prevista é de multa de R$ 100 a R$ 100 mil, além da perda de pontos caso a infração tenha sido praticada simultaneamente por considerável número de pessoas. A partida foi realizada no Estádio Antônio Accioly e era de torcida única, ou seja, sem a presença dos torcedores esmeraldinos.

O torcedor do Atlético-GO, que seria o autor da ofensa contra o jogador do Goiás, não foi reconhecido/identificado pela autoridade policial. O ato de injúria racial foi revelado por Fellipe Bastos assim que a partida acabou. O jogador fez uma descrição do autor das ofensas e cobrou uma ação dos policiais e seguranças que estavam próximos do local, mas os mesmo se omitiram e não tomaram nenhum providência.

Leia Mais:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.