Esmeraldino.com

O MAIOR PORTAL DE NOTÍCIAS DO GOIÁS ESPORTE CLUBE

Presidente do Goiás revela que Hailé Pinheiro após Covid e câncer, decidiu morrer em casa

Foto: Divulgação/Paulo Rogério Pinheiro

Nesta última quarta-feira (07), o Goiás Esporte Clube perdeu um dos grandes dirigentes de sua história, Hailé Pinheiro, que faleceu em sua casa junto de sua família após complicações de um câncer na garganta. Hailé era conhecido e admirado por todos os esmeraldinos, muito por conta de ter dedicado parte de sua vida no clube. Atualmente o presidente executivo do verdão, Paulo Rogério Pinheiro, filho de Hailé, tenta continuar o legado de seu pai, onde ainda exercerá seu cargo até o final de 2023.

Presidente do Goiás, Paulo Rogério, fala sobre os últimos dias de seu pai

Goiás
Foto: Rosiron Rodrigues/Goiás EC

Hailé Pinheiro morreu como quis, em casa e ao lado da família, como relataram pessoas próximas ao eterno dirigente do verdão. Debilitado pelo câncer na garganta e também pela Covid-19 que enfrentou em 2020, Hailé Pinheiro decidiu interromper o tratamento recentemente, revelou o filho Paulo Rogério Pinheiro. Em entrevista na última sexta-feira, (02) ao Favela Pod, podcast da Central Única das Favelas, Paulo Rogério contou que Hailé não queria mais ser internado para tratar em hospitais e vinha recebendo atendimento apenas em casa (homecare), por opção própria.

Ele enfrentou Covid-19 e câncer ao mesmo tempo. Venceu, mas as sequelas foram muito grandes. Ficou muito fraco. A última força dele foi no jogo contra o Fluminense (em julho). Conseguimos levá-lo. Ele já estava ficando só em casa, no homecare. Não quis mais ir para o hospital. Estamos dando qualidade de vida dentro das possibilidades dele. Foi uma decisão dele. Ele não queria fazer o tratamento mais – revelou Paulo Rogério.

O jogo contra o Fluminense citado pelo presidente foi no dia 20 de julho, na Serrinha, no qual o time esmeraldino acabou derrotado pelo placar de 3 a 2. Uma de suas últimas aparições públicas foi em novembro de 2021, quando o verdão já havia conquistado do acesso à Série A do Campeonato Brasileiro e Hailé Pinheiro foi à Serrinha, no estádio que leva seu nome, para inaugurar no local uma obra de arte em sua homenagem.

Obviamente, eu já fiz muita chantagem com Deus. Mas ele é mais esperto que eu. Eu disse que se o Goiás fosse campeão brasileiro, ele poderia me levar. Estou aqui até agora. Não fui campeão, e Ele não me levou até agora. Então, estamos brincando de esconde-esconde – disse Hailé em novembro de 2021, na Serrinha.

Leia Mais:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.